DESTAQUE
Você está aqui: Capa / Destaque / Projeto de reposição salarial para o CVMI é entregue ao presidente da AL

Projeto de reposição salarial para o CVMI é entregue ao presidente da AL

O presidente do Parlamento gaúcho, deputado Pedro Westphalen (PP), recebeu dia 12 de novembro, a chefe-adjunta da Casa Civil, Mari Perusso, acompanhada do tenente João Carlos Pedroso de Oliveira, que representou o Corpo Voluntário de Militares Inativos.
 Eles apresentaram projeto de lei que eleva os índices salariais da categoria. “Conseguimos 80% do que esperávamos”, disse o tenente. “Mas esta é uma grande conquista”, avaliou. A categoria pedia equiparação ao primeiro posto de ingresso ativo na Brigada Militar. Westphalen disse que encaminhará o projeto para discussão com os demais deputados.
 Também participaram da audiência os deputados Ronaldo Santini (PTB), Marisa Formolo (PT), Valdeci Oliveira (PT) e Heitor Schuch (PSB).
Projeto será debatido na AL

Projeto será debatido na AL

Leonardo Caldas Vargas – MTE 2370 | Presidência – 10:15-13/11/2013 – Edição: Marinella Peruzzo – MTE 8764 – Foto: Vinicius Reis

18 comentários

  1. Boa tarde, senhores me desculpem, mas, por isso que estamos endo considerados nada pelo governo, pois nos dão CVMI, GIPSA, etc, ai, ficamos ou voltamos por penduricalhos…………….

    • ilton alencar albieri

      por k nosso salario é achatado, motivo muitos colegas k atingiram a aposentadoria , voltaram, mas caros colegas , ja fizeram um levantamento pra verem quem voltou, quem trabalhou na linha de frente por 30 anos , nao volta, 90% dos k voltaram sao aqueles k ficaram sempre na sombra, nunca entraram no tiroteio, nunca arriscaram suas vidas,voltaram pra fazer o k faziam antes quase nada ,por k nao terminarem com o cvmi e a gisa tbm , vamos colocar sangue novo na bm , e quem c aposentou k detique um pouco de tempo a sua famiilhia

      • falou tudo Sr Ilton Alencar, quem trabalha nunca é valorizado!!! as vezes me parece que quem produz no serviço público não tem seu valor reconhecido, eu sei disso porque trabalhei trinta anos, produzi muito, trabalhei muito e nunca fui reconhecido, raras vezes algum cmte reconheceu, mas posso dizer com muito orgulho, EU FIZ A MINHA PARTE, HONREI A FARDA QUE VESTI, HONRO E AMO A MINHA BRIGADA MILITAR, COMO DISSE UM DIA UM CMTE, MINHA BANDEIRA EA BRIGADA MILITAR, MEU PARTIDO POLITICO E A BRIGADA MILITAR, MEU CANDIDATO E A BRIGADA MILITAR, SOU UM CIDADAO DE BEM, UM ABRAÇO A TODOS!!!!

      • DISCORDO DO AMIGO, SOU DO CVMI E TODOS QUE TRABALHAM COMIGO FORAM DE LINHA DE FRENTE

      • Desculpe cara colega, mas acho que você esta equivocado sou do cvmi e a onde estou temos 7 elemento que trabalham comigo, e todos foram de linha de frente, já assisti muitos menosprezar a BM enquanto estava na ativa e agora estão no cvmi. Vamos com cautela amigo.

  2. Boa tarde, por isso que estamos endo considerados nada pelo governo, pois nos dão CVMI, GIPSA, etc, ai, ficamos ou voltamos por penduricalhos…………….

    • tem esse pensamento porque não tens direito ainda !quando se esta em lado oposto quase sempre se pensa ao contrario, se tens direitos a GIPSA tem mais e que ganhar,cada um sabe onde sapato aperta , faz a tua parte.

      • ilton alencar albieri

        nao colega acho que ele esta certo , eu me aposentei a 06 anos e nao voltei quem tem amor a si proprio nao fica escravo e submiso por duas vz ,mas aceito opiniao ao contrario ,mas façam uma pesquisa ,só um quesito para tdos cvmi,quantos anos vc trabalhou no policiamento depois podem me responder c estou certo ou errado

        • Colega Ilton. Sou CVMI, sempre trabalhei no polost, voltei pq gosto daquilo q faço, não sou daqueles que tudo oque tens conseguiram da Brigada Militar e quando saem ficam criticando. O que não concordo com o CVMI é que temos trabalho restrito, tem que pegar geral Polost. Quando a pessoa critica o trabalho e não sai dele, é por que não consegue algo melhor.

  3. Valeu Ten Joao Carlos, nos merecemos,ABRACO

  4. Meus amigos temos que parar com essas BRIGUINHAS que não leva a nada. Para o estado é muito comodo que ficamos brigando quem tem ou não tem razão, assim eles vão nos enrolando. Temos sim é que brigar para melhorar a nossa situação e o momento é agora pq o ano que vem tem reeleição ou NÃO. Pelo que me lembro até hoje no RGS nunca reelegeu um governador, e pelo jeito vai ser a mesma novela. Peço a todos que reflitam pois quem já esta carregando o piano a um bom tempo sabe bem o que estou falando ou digitando, e os novatos também tem seus direitos pq estamos todos do mesmo barco. Se cada um remar para o seu lado não chegaremos a lugar nenhum. Um forte abraço a todos!!!!!!!!REFLITAM NO QUE ESTOU FALANDO!!!!!!

  5. Bom dia

    Meu caro ilton e a todos que acham que CVMI é atraso para os outros.
    1- Trabalhei 26 anos no policiamento sendo 18 anos apé 6 x 18
    2- Nunca me escondi do serviço
    3 Participei de vários tiroteios pois trabalhei os 18 anos na área da Grande Cruzeiro em POA 1° BPM
    4- Quando estava na ativa e querendo estudar o sargenteante dia assim Quando tu fores antigo (daqui a dez anos) me pede horário para estudar.e a vida passa outros compromissos o estudo fica pra depois.
    5- Tu pediu um quesito , posso te dar muitos mais, e os nove CVMI de minha cidade também nunca foram de
    expediente.
    Portanto não diz besteira, não fala oque não sabe se te sentes bem eu também me sinto trabalhando e não só indo no fim do mês receber. Um abraço a todos

    • CELIO BARBOSA CARPES

      Caros Colegas realmente a discussão entre nós não leva a mérito nenhum e enquanto como disse o colega, estivermos remando para lados opostos, realmente seremos como um barco a deriva, contudo, devo apoiar as palavras do Colega Roberto, alguns retornam porq sabem a onde seu sapato está apertado, vejam, não é meu caso, sou musico, ganho uma berada relativamente boa, trabalho em uma Rádio (como apresentador) eu senti vontade de retornar, e tenho uma satisfação pessoal no que faço.
      E, Corroborando com o ROBERTO, sou do tempo em que saia do corre-corre da madruga e chegando em casa 08:00 hrs da manhã já estava enconstando uma viatura, reunindo o efetivo porr que deu invasão de terras, aonde permaneciamos 03, 04, 05 ou mais dias, mal alimentados e quando retornavamos a escala rodava…

  6. Percebe-se nos comentários divergência de opinião, e isto é tudo o que o governo quer, enquanto a tropa não estiver com o pensamento voltado para o mesmo foco, nunca iremos evoluir, nem na questão salarial, funcional, ou seja lá o que for.
    Brigadiano unido, jamais será vencido, e nós não somos.

  7. Jose Edgar Teixeira

    ola colégas. nós só temos um problema muita gente nos representa. ou diz que representa, vamos criar uma unica associaçao na BM, já participei das duas manifestaçoes da BM em 97 e 2004 e no ponto forte da luta as associaçoes aceitaram migalhas e quem participou efetivamente nas suas unidades foi perseguido e tentaram punir e outros foram punidos, precisamos uma UNICA associaçao Forte. ta mais na hora da BM mostrar sua força e parar de se sujeitar com migalhas e ser a POLÍCIA mais mal paga do brasil.

  8. Por mim o CVMI e PM temporário não deveria existir. Se fechou teu tempo, já era. Tchau! E quanto aos temporários, para que pagar para alguém que não pode fazer quase nada. Só gasto para o governo, e assim não sobra para os ativos!

  9. Novembro, 20,2013. 20:50hs
    trabalhei 26 anos no pol ost prev fardado; e já fazerm quase 10 anos que estou fazendo parte do CVMI, com muito orgulho, por gostar da briosa Brigada Militar que Eu à Amo, qu.;e se tivese que tirar mais 30 Anos tiraria, um grande abraço para todos os companheiros do CVMI .,E QUE DEUS NOS ELUMINE.

  10. Guapoté,rs,21 de Novembro de 2013

    Senhores deixo aqui meu comentário e digo a todos que trabalhei 35 anos na BM e saliento que todos os seguimentos são importante assim como a gema do ovo e para a clara, e que enquanto haver ideias divergentes e não haver uma união total os integrantes da BM irão continuar sendo não valorizados e recebendo aumento e salario não condizente com a função que exerce entrei nas fileiras da BM com 19 anos e hoje estou com quaze 60 , e ainda vejo que nada mudou pois as ideias são as mesmas é o joão pensando que o Pedro não faz nada. tenho plena certeza que durante esta caminhada contribui com alguma coisa fis a minha parte pois doei 35 anos da minha vida a existencia da corporação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

 Você pode usar ainda

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top